SUBIR

SENALBA-ES

Seja bem vindo ao nosso novo site!

Sexta-Feira, 27 de Fevereiro de 2015



  • O SINDICATO
  • JURÍDICO
  • FILIE-SE
  • DOWNLOADS
  • SENALBAS
  • HOMOLOGAÇÃO
  • FOTOS
  • DIREITOS
  • LINKS ÚTEIS

Últimas Notícias(Informa)








(20/02/2015 16:56:42) Universidade Global do Trabalho está com inscrições abertas  

Estimados/as companheiros/as,Informamos que a Universidade Global do Trabalho (Global Labour University – GLU) convida sindicalistas a participarem nos cursos de mestrado no Brasil, na Alemanha, na Índia, nos Estados Unidos e na África do Sul. Os programas oferecem a oportunidade de estudar temas globais do mundo do trabalho e desafios sindicais juntamente com sindicalistas vindos de diferentes países. Além do curso, é feito também um estágio que dá a oportunidade de ter experiência de trabalho diretamente com organizações sindicais nacionais e internacionais.Os programas de mestrado na Alemanha, Estados Unidos, Índia, África do Sul e no Brasil fazem parte do Projeto Universidade Global, organizado pela Organização Internacional do Trabalho – OIT e é financiado pelo governo da Alemanha, além de fundações contando com a participação de universidades e organizações sindicais e de pesquisa



(04/02/2015 15:15:01) SP: Comunicação é fundamental para formar e politizar  

Reunidos no Enesfor 2015, dirigentes defenderam uso das novas tecnologias O Encontro Estadual de Formação da CUT São Paulo ocorreu nesta terça (2), com a presença de mais de 60 participantes reunidos na Cooperativa dos Trabalhadores do Instituto Cajamar (Cooperinca), espaço histórico de formação do sindicalismo na Central.Na abertura do encontro, o presidente da CUT/SP, Adi dos Santos Lima, frisou que a pauta da classe trabalhadora sofreu mudanças ao longo da história da Central e, além das reivindicações, hoje há questões mais ligadas à cidadania e à qualidade de vida. "Essa pauta é ampliada porque cada conjuntura exige uma reflexão. E a formação é o pilar do dirigente sindical, para que ele fique atualizado em relação às demandas dos trabalhadores", pontuou.A mesa Movimentos sociais - Experiências de formação e os desafios do próximo período deu início os debates no período



(28/01/2015 11:55:13) Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo  

Data remete a luta contra a exploração da dignidade humana e o risco de retrocessos Dia 28 de janeiro de 2004. Quatro servidores do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) – três fiscais e um motorista (Nelson José da Silva, João Batista Lage, Eratóstenes de Almeida Gonçalves e Ailton Pereira de Oliveira, respectivamente) – foram assassinados enquanto realizavam uma operação de fiscalização em Unaí (MG). Os responsáveis pelo crime continuam impunes. Porém, desde 2010, as vítimas daquela que ficou conhecida como a ‘Chacina de Unaí’ são lembradas com a instituição do Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo (28 de janeiro). Durante toda esta semana, que inclui o dia 28, serão organizadas um conjunto de ações. Na segunda (26), por exemplo, foi lançada uma petição eletrônica para solicitar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a retomada do julgamento dos recur



(23/01/2015 15:03:13) Redução da jornada de trabalho completa 20 anos na Câmara  

Falta de acordo adia inclusão na pauta do Plenário; Centrais querem 40 horas semanaisA Câmara dos Deputados analisa há exatos 20 anos uma proposta de emenda à Constituição (PEC 231/95) que reduz a carga horária de trabalho de 44 para 40 horas semanais em todo o País. A última redução ocorrida no País foi na Constituição de 1988, quando as horas trabalhadas passaram de 48 para 44 horas semanalmente.Desde julho de 2009, a proposta já está pronta para o 1º turno de votação na Câmara, após ter sido aprovada com o apoio de todas as centrais sindicais e em clima de festa na Comissão Especial da Jornada Máxima de Trabalho. Falta, no entanto, acordo para inclusão do texto na pauta do Plenário.Em defesa da PEC, os sindicalistas citam estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioecômicos (Dieese), segundo o qual uma redução de 4 horas criaria cerca de 3 milhões empregos e au



(14/01/2015 14:43:06) Para centrais, em vez de mexer em direitos, governo deveria cuidar da rotatividade  

Em 2014, o mercado formal promoveu 20,414 milhões de contratações com carteira assinada e 19,476 milhões de demissões, números que dobram em dez anos e elevam as indenizações com seguro-desemprego São Paulo – Entre as medidas anunciadas no final do ano pelo governo, está a maior dificuldade de acesso ao seguro-desemprego. Pela proposta do Executivo, o período mínimo para requerer o seguro passa de seis para 18 meses, o que segundo estudo do Dieese já excluiria boa parte dos trabalhadores. Em 2012, por exemplo, 45% dos empregados formais deixaram o emprego antes de seis meses. As centrais afirmam que, em vez de se preocupar com alteração de direitos, o governo deveria ter mais atenção ao fenômeno da rotatividade no mercado de trabalho.Conforme o estudo divulgado no segundo semestre do ano passado, a rotatividade média no mercado formal foi de 37% em 2012. Ou seja, quatro em ca



(12/01/2015 10:47:37) Começa a Década Internacional dos Afrodescendentes  

Desde 1º de janeiro, década é forma de aprofundar a luta contra racismoNo final de 2014, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou oficialmente o período entre 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 como a "Década Internacional dos Afrodescendentes”. O período será utilizado para aprofundar os debates e as iniciativas de combate ao racismo no mundo. Para a secretária nacional de Combate ao Racismo da CUT, Maria Júlia Reis Nogueira, o reconhecimento do problema como uma questão estrutural da sociedade mundial é necessário para que se estabeleçam ações internacionalizadas de combate ao preconceito. “Há questões raciais diferentes de acordo com a região do planeta: preconceito contra negros, contra ciganos. Cada preconceito, com sua especificidade, reproduz uma lógica de exclusão, de desigualdade, que não está de acordo com a ideia de comunidade globalmente igualitária que



(01/12/2014 17:51:47) Senalba-ES conquista na justiça indenização por danos morais para o trabalhador do SESI  

Graças ao empenho do departamento jurídico, o Senalba-ES conquistou  na justiça, uma indenização por danos morais e a reintegração do trabalhador do SESI, Mário Lucio Xavier de Aguiar. A reintegração aconteceu em janeiro de 2009, mas a indenização por danos morais e materiais só ocorreu no mês de outubro deste ano. Trata-se que por meio de decisão em processo de insalubridade, no qual resultou na diminuição do tempo de contribuição para aposentadoria em virtude do trabalhador atuar em área insalubre, ingressamos com um processo de reintegração do trabalhador. Este trabalhador foi demitido indevidamente, pois estava protegido pela garantia de pré-aposentadoria, prevista em Acordo Coletivo de Trabalho, firmado entre Senalba x Sesi. Imediatamente o departamento jurídico do Senalba-ES fez o pedido de reintegração do trabalhador, bem como a indenização por danos



(01/12/2014 17:28:03) Trabalhador associado possui atendimento jurídico nas áreas trabalhista e previdenciária  

    Você sabia que os trabalhadores associados ao Senalba-ES possuem atendimento jurídico semanalmente? Os plantões acontecem nas segundas e quartas, das 15 as 17 horas, e na sexta, das 9 as 12 horas, na sede do Senalba-ES, no Centro de Vitória. O Sindicato possui contrato com escritório de advocacia, onde conta com profissionais capacitados e especializados nas áreas trabalhista e previdenciária.  O departamento jurídico está empenhado em atender nas mais diversas situações do que acontece no dia a dia do trabalhador de vínculo empregatício, rescisão indireta, assédio moral, adicionais de insalubridade e periculosidade, cumprimento de convenção coletiva de trabalho, reintegração e nas questões previdenciárias como: auxílio doença, auxílio doença acidentário e outros. Só em 2014, o departamento jurídico ingressou com 126 ações na justiça, sendo q



(20/11/2014 10:48:54) 20 de Novembro - Dia Nacional da Consciência Negra  

O Dia Nacional da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro, dia da morte de Zumbi dos Palmares, e reivindica essa figura histórica como símbolo de resistência. O Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, foi instituído oficialmente pela lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011. A data faz referência à morte de Zumbi, o então líder do Quilombo dos Palmares – situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco, na região Nordeste do Brasil. Zumbi foi morto em 1695, na referida data, por bandeirantes liderados por Domingos Jorge Velho. Maiores informações podem ser consultadas no textoHistória do Quilombo de Palmares. A data de sua morte, descoberta por historiadores no início da década de 1970, motivou membros doMovimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial, em um congresso realizado em 1978, no contexto da Dit



(12/11/2014 11:58:13) Cáritas descumpre CCT e agora terá que pagar o retroativo 2012/2013  

O Senalba-ES informa aos ex-empregados (agentes de saúde) da Cáritas, que procurem o Sindicato a partir do dia 13/11 para pagamento referente reajuste salarial, auxilio alimentação e adicional por tempo de serviço determinado pela justiça.   Trata-se que, como a Cáritas não negociou o Acordo dos Trabalhadores (ACT) em separado, com o Sindicato, os salários deveriam seguir a CCT 2012/2013 entre o Senalba x Fenac, fato que não ocorreu e os trabalhadores ficaram sem receber.   Assim que soube do descumprimento da CCT, que tem força de lei, imediatamente, o departamento jurídico do Sindicato ingressou com a reclamação trabalhista na justiça.   A ação foi favorável ao Senalba-ES, condenando a Caritas a fazer o pagamentos de todos os trabalhadores.     Lembrando que os pagamento devem ser agendados com antecedência com o



(06/11/2014 15:19:16) Mulheres são responsáveis por 37,3% dos lares brasileiros, aponta pesquisa do IBGE  

Quando considera-se residências em que os cônjuges vivem juntos com os filhos, as mulheres são consideradas responsáveis em 22,7% das residências, segundo o levantamento JUCA VARELLA/ FOTOS PÚBLICASNas cidades, número de mulheres que se consideram responsáveis pelo lar e pela família quase iguala o de homensSão Paulo – As mulheres eram as principais responsáveis por 37,3% dos lares brasileiros em 2010, informou nesta sexta-feira (31) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa "Estatísticas de Gênero – Uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010". A proporção cresce para 39,3% quando considerados os domicílios das áreas urbanas ante 24,8% nos das rurais.A pesquisa mostra ainda que, quando os cônjuges vivem juntos e com os filhos, as mulheres são consideradas responsáveis em 22,7% das residências. Quando apenas um dos pais vive com os dependent


 
 







 1  2 3 4 5 6 7 8

Página 1 de 8

 

Cadastre-se e receba nosso informativo com notícias e novidades diretamente no seu email.

Nome:

Email:

Cadastrar Cancelar   

 
 

 

Rua Barão de Itapemirim, 209, Ed. Álvares Cabral, Sala 502/504, Centro, Vitória-ES, E-mail:senalba@senalbaes.org.br,(27)3222-4792